QUEM É A FABIO PERINI?

Há mais de 50 anos no mercado, a Fabio Perini é líder na produção de máquinas de conversão de papeis. A empresa foi fundada na Itália, mas em 1993 passou a fazer parte do grupo alemão Körber, com unidades na Itália, Brasil, EUA e China.

Por sua abrangência e relevância multinacional, a Fabio Perini  tem em seu quadro de funcionários colaboradores que transitam entre fábricas, unidades e clientes no mundo inteiro. Por esse motivo, seus funcionários geram relatórios de despesas de viagem multimoedas, o que se mostrava um entrave para a fluidez do processo de reembolso – que era feito manualmente, podendo levar até 30 dias para ser finalizado.

A insatisfação com a demora para concluir os processos de reembolso fez com que a equipe financeira buscasse uma nova solução. O caminho não foi simples, mas em setembro de 2019 eles se juntaram ao Espresso para mudar essa situação e abandonar o processo manual.

Para nos contar um pouco mais sobre como foi a implantação e adaptação da Fabio Perini ao Espresso, entrevistamos Rodrigo Weinfurter, analista financeiro de controladoria e um dos responsáveis pelo dia a dia financeiro da empresa e pelos relatórios de viagens do todos os colaboradores da Fabio Perini no Brasil.

sede da fabio perini no brasil

O PROBLEMA: COMO A FABIO PERINI FAZIA REEMBOLSO?

Antes do Espresso, os reembolsos da Fabio Perini eram feitos através de planilhas de Excel preenchidas pelos colaboradores. Todo o processo poderia levar, em alguns casos, mais de 30 dias para ser concluído devido as assinaturas manuais e retorno por não conformidade de alguns relatórios.

De acordo com Rodrigo, no processo antigo eles tinham que conferir todos os lançamentos realizados na planilha e o desgaste da tarefa e a falta de tempo faziam com que o processo fosse suscetível a fraudes.

“Em muitas situações abríamos mão de apurarmos em 100% dos casos a acuracidade dos documentos e faziamos uma seleção por “amostragem” para auditar as viagens. (…) A necessidade de melhora no processo sempre foi evidente, tínhamos consciência que era necessário um investimento nos controles de viagens porque é onde a empresa tem um gasto elevado todos os anos.”

Rodrigo Weinfurter, analista financeiro da Fabio Perini

A SOLUÇÃO: COMO FOI O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO E USO?

A proposta de solução foi apresentada à Fabio Perini pela Escotta, consultoria SAP cliente e parceira do Espresso, com quem a empresa vinha conversando sobre alternativas de melhora de processo. Como Rodrigo nos conta, eles chegaram a avaliar outras plataformas, assim como estudaram a possibilidade de criar uma nova, mas o custo benefício obtido na implantação do Espresso associada à integração SAP oferecida pela Escotta foram decisivos para a escolha e contratação do software.

“A qualidade do suporte e prestatividade no atendimento são pontos fundamentais na nossa parceria. (…) Alguns pontos do processo ainda precisam ser alinhados e os usuários precisam se acostumar com a ferramenta, mas mesmo nesse cenário tivemos melhoras significativas no tempo do processo.

Rodrigo Weinfurter, analista financeiro da Fabio Perini

COMO O ESPRESSO ATENDEU AS PARTICULARIDADES DA FABIO PERINI:

Quando iniciamos a negociação com a Fabio Perini nos foi apresentado o desafio da multimoeda. Até então o Espresso não tinha uma funcionalidade capaz de suprir a dor latente da empresa que precisava lidar com relatórios de despesas corporativas feitos no exterior, envolvendo mais de uma moeda e taxa cambial.

Essa ferramenta é fundamental para o nosso uso do Espresso porque nosso volume de viagens para o exterior é muito alto e esta funcionalidade estava prevista para ser lançada quando fechamos o contrato com a Espresso.

Rodrigo Weinfurter, analista financeiro da Fabio Perini

Combinamos a entrega da funcionalidade e nosso time trabalhou para cumprir a missão, que tomou forma no final de 2019. Inclusive permitindo alterações na cotação das moedas e adicionar a porcentagem paga em impostos, para dinamizar e manter ainda mais preciso o cálculo do valor devolvido ao colaborador.

Além da praticidade multimoedas, Rodrigo nos contou que já tiveram bons resultados com a funcionalidade antifraude, obtendo resultados concretos de economia.

Conseguimos reduzir consideravelmente o tempo de prestação de contas e já tivemos resultados concretos de economia por meio da funcionalidade antifraude.

Rodrigo Weinfurter, analista financeiro da Fabio Perini

COMO ESTÁ SENDO A EXPERIÊNCIA ESPRESSO?

“Internamente houveram muitos elogios por parte dos viajantes, pela agilidade que o produto proporcionou durante o processo de prestação de contas.”

Rodrigo Weinfurter, analista financeiro da Fabio Perini

Após a implantação do Espresso a equipe da Fabio Perini notou uma redução significativa de tempo na jornada de reembolso e prestação de contas. Isso implica que seus funcionários agora perdem menos tempo com tarefas secundárias e podem se dedicar àquilo que realmente importa e faz diferença para a empresa. 

É esse impacto positivo que você pode gerar na sua empresa: um processo ágil, antifraudes, descomplicado e altamente econômico. Fale com um de nossos consultores para entender melhor como o Espresso pode ajudar sua empresa.

O QUE É A ESCOTTA? O que eles fazem?

A Escotta é uma consultoria SAP especializada em automatização de processos e inteligência artificial, combinando talentos e soluções a fim de tornar seus clientes mais eficientes e competitivos no mercado. Com um vasto número de empresas em sua agenda, a Escotta faz desde pequenas melhorias até implementação de novos módulos, inclusão e retirada de empresas do ambiente SAP. 

O diferencial buscado pela Escotta é a entrega de valor e uma ótima experiência do usuário. Por esse motivo, é constante a busca proativa de sistemas especializados para soluções pontuais de grande impacto, como é o caso do Espresso. Oferecer a integração desses sistemas como parte do seu portfólio de serviços é o espaço que a consultoria encontra para explorar seus diferenciais. 

Dentre os clientes da Escotta estão a Fabio Perini, Votorantim, Electrolux e Boticário.

A Escotta é parceira do Espresso desde 2019 e convidamos o founder da Escotta, Thiago Garcêz, para nos contar um pouco mais sobre como funciona o processo de parceria e os resultados alcançados desde que iniciaram o uso do Espresso internamente e no portfólio de clientes.

O GRANDE PROBLEMA ENFRENTADO PELA ESCOTTA

Após perceberem a dor de alguns de seus clientes com processos de reembolso cheios de falhas e desgastes, Thiago e sua equipe começaram um intenso processo de pesquisa de softwares e soluções. 

Como ele nos conta na entrevista fornecida para elaboração desse case, a própria Escotta tinha um processo de reembolso ruim, completamente manual, com alta demanda de tempo e equipe dedicada. Ele precisava com urgência de uma ferramenta que resolvesse os problemas internos próprios e de clientes.

Como a solução oferecida pelo Thiago é SAP ele nos explicou que inicialmente optaram por desenvolver um sistema próprio, mas perceberam que seria muito oneroso. Pra quê surgir com uma solução tão cheia de particularidades quando já existem outras prontas capazes de automatizar, facilitar e melhorar o processo integrado ao SAP?

COMO A ESCOTTA SE TORNOU PARCEIRA DO ESPRESSO

Thiago nos conta que encontraram o Espresso via Google quando começaram a pesquisar sobre alternativas de reembolso. Entraram em contato conosco após conhecer nossa página de parcerias e se interessar pelo formato dos benefícios oferecidos.

À medida que foram apresentados ao software, ele diz, foi possível perceber que o Espresso seria uma solução válida e útil – não apenas para a Escotta, mas para o amplo portfólio de clientes atendidos por eles. De acordo com o Thiago, o fit cultural entre as duas empresas foi instantâneo e decisivo para firmar a parceria.

“(…) por ser robusto e confiável sei que ele vai atender nossos clientes de forma geral sem nos dar trabalho. A equipe do Espresso acredita nas pessoas. Tive certeza que nossos clientes ficariam satisfeitos. (…) O período de negociação e fechamento do contrato foi bem simples e (aconteceu) em conversa direta com o Fábio (gestor de processos) e fluiu tranquilamente sem estress”

Thiago Garcêz – founder da Escotta
calculo km rodado baixar planilha gratis

AS VANTAGENS DA PARCERIA

“A parceria com o Espresso agrega para nós no sentido de entregar pra nossa base uma necessidade que a Escotta por si só não atende, nem a SAP”

Thiago Garcêz – founder da Escotta

Durante nossa entrevista Thiago contou que a alternativa SAP para reembolso (Concur) exige muita manutenção e uma parametrização complexa, o que acabava não sendo viável para muitos clientes.

“A razão principal é a praticidade que o Espresso agrega. A maior vantagem é levar isso para nossos clientes e abrir porta para novos clientes que não teríamos aberturas não fosse essa dor latente.”

Thiago Garcêz – founder da Escotta

Quando perguntamos sobre os processos internos, como eles fazem para identificar um cliente que necessita do Espresso, Thiago me contou que esse é um dos diferenciais da Escotta. Nas palavras dele “a identificação vem de conhecer intimamente a base e saber a necessidade deles.”.  

COMO O ESPRESSO TRANSFORMOU OS PROCESSOS DA ESCOTTA

“Primeiro resultado é falar pra dentro de casa. Mudou muito a nossa vida usar o Espresso, os nossos funcionários estão bem satisfeitos – eu mesmo uso bastante, porque viajo muito – faço muito reembolso. Do lado administrativo e financeiro (passamos a ter) só tem um ponto de contato, isso facilitou muito.”

Thiago Garcêz – founder da Escotta

Além de se tornarem parceiros, a Escotta também se tornou cliente e pôde perceber as vantagens do Espresso internamente antes de indicar a seus clientes. Segundo Thiago, a Escotta também tinha essa necessidade latente, especialmente por trabalharem com projetos faturados pelos clientes – o que implica na necessidade de enviar relatórios detalhados e todas as notinhas para o cliente. Esse processo, segundo ele, fez com que a Escotta tivesse uma grande evolução financeira.

Aproveitando o tema das mudanças para melhor geradas pelo Espresso, ele citou ainda o exemplo do primeiro cliente deles que negociou com o Espresso – resultado do nosso programa de parcerias:

“Um cliente em comum, a Fabio Perini, que vende grandes maquinários para indústrias, e os técnicos e vendedores precisam viajar por toda América e Brasil, fazem bastante reembolso em moedas diferentes,  cartão corporativo, via dinheiro, adiantamento, cartão próprio (…), e eles tiveram uma redução muito grande em fraudes, em tempo, rapidez e confiabilidade.”

Thiago Garcêz – founder da Escotta

No atual momento de crise, se levantar sozinho pode ser difícil, mas em conjunto podemos nos fortalecer: conheça nosso programa de parcerias, faça como a Escotta e participe.

Você sabia que fraudar despesas corporativas em processos de reembolso é uma prática muito comum? Já parou para analisar se sua empresa está sofrendo com gastos excessivos vindos de fraude?

Estudos apontam que 8% a 10% dos gastos das empresas com reembolso são oriundos de fraudes, por isso neste texto vamos te contar quais são os 7 tipos de fraudes mais comuns em processos de reembolso de despesas corporativas.

Será que existem fraudes no processo de reembolso da sua empresa?

É fato que as fraudes não são o foco principal de verificação das empresas.

Quando falamos de fraude, neste caso, nos referimos a adulterações que são realizadas nas despesas reembolsáveis e fazem com que a empresa arque com um custo maior do que deveria.

A fraude no processo de reembolso é um crime e pode resultar em demissão por justa causa, mas esse nem é o principal foco a ser tratado aqui. O que queremos mesmo é te ajudar a identificar essas possibilidades para que você economize com as viagens e outras atividades que demandem o deslocamento dos seus colaboradores.

Veja quais são os 7 tipos mais comuns de fraudes

1. Fraude na política de diárias

Com o objetivo de controlar melhor os seus gastos muitas empresas adotam políticas para viagens. Um erro muito comum de ser cometido neste tipo de política é o estabelecimento de teto de gastos por diária.

O teto de gastos por diária é quando a empresa determina que o colaborador pode gastar até certo valor diário por categoria de despesa (ex.: R$ 80,00 por dia em alimentação).

É óbvio que os colaboradores sempre serão incentivados a gastar conscientemente, mas, se ele tem disponível um valor todos os dias, e sabe que pode gastar até aquele teto, dificilmente ele vai economizar. Dessa forma, acabam sendo realizadas despesas extras, que não necessariamente são essenciais para o trabalho realizado, mas que são cobertas pelo valor de diária.

2. Fraudes a partir do uso do cartão corporativo

Utilizar um cartão corporativo faz com que seja muito fácil mascarar as despesas realizadas, pois na fatura não consta o detalhamento do produto ou serviço adquirido.

Com isso, uma prática muito comum é que ao adquirir determinado produto ou serviço com o cartão da empresa, o colaborador compre também benefícios que ele não precisa, só por conforto. Um exemplo são as passagens aéreas, onde podem ser adicionadas diversas regalias para o voo, mas como tudo é registrado apenas como “compra de passagem” os gastos fraudulentos ficam escondidos.

3. Falsificação de comprovantes

O mais comum é que os valores sejam alterados no comprovante para afirmar um gasto maior do que o que realmente ocorreu fazendo, assim, com que o colaborador receba mais do que o necessário para cobrir seu gasto real.

Um exemplo muito comum de comprovante falsificado são recibos feitos a mão. Infelizmente é corriqueiro encontrar estabelecimentos que dão recibos em branco para o próprio cliente preencher seu gasto, dando assim a liberdade para aumentar o valor da despesa.

4. Comprovante duplicado

Em processos de reembolso onde não existe a prática da auditoria também pode acontecer de o colaborador enviar o mesmo comprovante mais de uma vez. Com a falta da verificação fica muito fácil driblar o quesito “data da despesa” e dessa forma a pessoa recebe o mesmo reembolso novamente.

5. Despesas exageradas

As despesas exageradas são todas aquelas que não necessariamente estão mascaradas, mas que representam a aquisição de um produto ou serviço cuja empresa não tem a obrigação de fornecer ao colaborador ou não são essenciais para que o funcionário exerça seu trabalho.

O fato de carregar o nome “exageradas” não quer dizer que o valor das despesas seja alto, mas sim que houve gasto com algo exagerado, desnecessário.

Esse tipo de fraude acontece, geralmente, com as despesas de alimentação e hospedagem, onde as pessoas consomem produtos ou serviços como um chocolate após o almoço, ou uma caipirinha do serviço de quarto do hotel. São gastos por vezes pequenos, mas que fazem grande diferença nas finanças da empresa.

6. Reembolso de transporte duplo: combustível e KM

Esse tipo de fraude pode acontecer nos casos em que o colaborador utiliza carro próprio.

Algumas empresas têm o costume de reembolsar o valor pago pelo combustível, ou até mesmo fornecer um cartão combustível para o funcionário. A fraude acontece quando o colaborador utiliza o benefício do combustível e ainda solicita reembolso por KM rodado, que já abrange o desgaste do automóvel e consumo de álcool/gasolina/diesel.

7. Perder comprovantes propositalmente

Quando a comprovação do gasto não é obrigatória o colaborador pode adicionar valores de gastos que nunca existiram para aumentar o preço a ser reembolsado pela empresa, ou até mesmo realizar gastos pessoais e coloca-los em seu pedido de reembolso como gastos realizados em favor do negócio. Se a empresa não obriga a apresentação da comprovação, dificilmente essa fraude será detectada.

Para diminuir a ocorrência de fraudes é preciso aprimorar o processo de reembolso

Apesar das muitas possibilidades de fraudes que podem prejudicar o processo de reembolsos de uma empresa, existem alternativas a serem seguidas para garantir um processo justo para a empresa e o colaborador.

Uma das medidas importantes para manter a integridade do processo é a criação de uma Política de Despesas Reembolsáveis abrangente e coerente.

Na política devem ser definidas regras com valores máximos de gastos, tipos de serviços e produtos que não podem ser consumidos, entre outros. Com uma boa política de despesas definida fica mais fácil realizar a auditoria, visto que haverão parâmetros de aceitação para os gastos. Com isso, é possível diminuir gastos exagerados que geram custos excessivos. E lembre-se: nada de colocar regras de diárias em sua política.

Tornar obrigatória a apresentação de comprovação dos gastos realizados também é uma medida importante. Essa obrigatoriedade já inibe, por si só, que os colaboradores façam gastos pessoais utilizando o dinheiro da empresa e, se ainda assim o fizerem, na auditoria o aprovador conseguirá visualizar e reprovar o que não estiver alinhado com a política.

Outro ponto essencial é usar a tecnologia a seu favor. Os processos manuais de reembolso dão muita margem para erros humanos, não apenas fraudes. Por isso, utilizar tecnologias como a plataforma Espresso é uma ótima opção para realizar a gestão do processo de reembolsos.

Por fim, mas não menos importante, ter uma relação próxima com seus colaboradores é vital!

Com essa proximidade fica mais fácil promover não só a cultura de transparência como também a política de gastos e os próprios valores da empresa. Dessa forma, os colaboradores ficarão cada vez mais alinhados com o propósito de realizar gastos conscientes.

Ter uma política de despesas bem estruturada é muito importante para empresas que trabalham com equipes externas, projetos, representantes comerciais e colaboradores que realizam viagens corporativas. A política de reembolso é responsável por conter as regras que regulamentam as despesas criadas por colaboradores que deverão ser pagas ou reembolsadas pela empresa – dessa forma, ajudando no controle de gastos.

Ela é importante para gestão e organização da área financeira, para evitar desperdício de dinheiro, dificultar fraudes e evitar problemas contábeis. É por meio dela, também, que os funcionários poderão ter segurança para efetuar despesas em nome da empresa, consultar quais serão reembolsáveis, o valor que será pago e quais não serão permitidas.

É por isso que ter uma política de reembolso de despesas bem estruturada pode ajudar a conter desperdícios e economizar, o que é essencial no momento em que vivemos.

Para que uma política de despesas seja boa, eficiente e cumpra seu objetivo é essencial que tenha duas principais características: ser clara e objetiva. Para te ajudar a elaborar uma que cumpra os requisitos, confira a seguir cinco dicas de como elaborar uma política de despesas para conter desperdícios de dinheiro.

01 – Estruture quais despesas serão reembolsáveis e liste quais não serão permitidas

Sabemos que hoje, com o crescimento das empresas o foco é otimizar processos para que tempo e recursos sejam destinados para atividades estratégicas, sendo assim a primeira dica é: estruture bem quais despesas são permitidas na sua empresa.

É muito comum que algumas despesas sejam permitidas apenas de acordo com o cargo do funcionário, então já separe essas situações também.

Como exemplo de algumas despesas reembolsáveis:

  • alimentação: café da manhã, almoço e jantar;
  • hospedagem;
  • lavanderia;
  • passagens aéreas;
  • aplicativos de transporte;
  • estacionamento.

Crie uma tabela com os valores limitantes por despesa, caso haja valores diferentes por região é importante que isso fique bem claro, exemplo:

DespesasBSB, SP, RJDemais CapitaisInterior
AlmoçoR$ 45.00R$ 40.00R$ 35.00
JantarR$ 50.00R$ 45.00R$ 40.00
Café da manhãR$ 20.00R$ 15.00R$ 10.00
HospedagemR$ 350.00R$ 300.00R$ 250,00
LavanderiaR$ 150.00R$ 150.00R$ 100.00

Exemplos de despesas que não serão aceitas:

  • bebidas alcoólicas;
  • balas e doces;

02 – Defina o processo de gastos e reembolsos

O próximo passo agora é definir como será o processo de prestação de contas, lembre-se aqui do que já falamos, otimização de processo. Esqueça aquela planilha e aquele controle por email, já pensou em utilizar um app que possibilita ao usuário lançar as despesas corporativas que teve em reuniões, visitas à clientes e viagens corporativas direto de seu smartphone?

Este é momento para reforçar quais informações são necessárias para a avaliação, como data, valor, apontamento de projeto e se serão consideradas despesas sem comprovante fiscal.

Caso a ferramenta para lançamento tenha um controle antifraudes, excelente, será um ponto de segurança e é importante que o funcionário esteja ciente. Com o controle antifraude o usuário ao lançar uma despesa e informar algo que esteja divergente do que consta no comprovante receberá um alerta para verificação.

03 – Determine como será a avaliação na política de despesas

A avaliação das despesas é uma etapa de extrema importância para controlar desperdícios de dinheiro, com uma boa avaliação dos relatórios será possível mensurar pequenos desvios e fraudes e assim já será perceptível os impactos positivos.

Agora precisamos orientar também como será o fluxo de aprovações, se haverá aprovação dos gestores ou apenas da equipe financeira, qual será o prazo para aprovação e se houver, qual o prazo para prestação de contas, exemplo, serão consideradas apenas despesas efetuadas nos últimos 30 dias.

04 – Informe como serão tratados os casos não aceitos

Para as despesas que não serão consideradas para reembolso, é necessário haver um procedimento, informe primeiramente quais serão as situações de reprovação e como o usuário será notificado. Exemplo: Não serão consideradas despesas com comprovante ilegível, inválido, despesa duplicada, ou que contenha o consumo de itens não permitidos.

05 – Comunique e acompanhe sua política de despesas

Com a política criada e validada não esqueça de comunicar para todos os funcionários. A comunicação é essencial. Incentive sua equipe para sugestões e feedbacks. Disponibilize o documento em um local que possa ser visto por todos e acompanhe sempre para atualização dos valores, gargalos e novas adequações.

O Espresso é um aplicativo que poderá ajudá-los em todos os pontos destacados acima e muito outros, como classificação de despesas por centros de custos, solicitação de adiantamentos, lançamento de despesas com cartão corporativo, relatórios gerenciais. Solicite uma demonstração e confira!

quer conhecer o espresso? solicite uma demonstração

Vivemos um momento de incerteza comercial. Toda situação econômica mundial se viu abalada e desestruturada com as mudanças provocadas pelo enfrentamento ao COVID-19 e agora é a hora de monitorar e cortar gastos.

É nesse momento que reconhecemos a importância e a necessidade de estarmos cientes dos processos adotados e gastos assumidos por nossas empresas.

No entanto, manter esse monitoramento rígido e apurado não é uma tarefa fácil e sem as ferramentas corretas pode gerar gastos ainda maiores. O Espresso existe para facilitar esse controle e ao longo desse texto vamos te mostrar como ele pode ser útil para a sua empresa.

O Espresso é um aplicativo de controle de despesas corporativas, reembolso e adiantamento. Talvez você não saiba, mas gastos com reembolso podem afetar diretamente o lucro da sua empresa. Você consegue dizer quanto sua empresa gasta com reembolsos de funcionários hoje? Vocês tem uma boa política de despesas que minimize fraudes?

Quanto dos seus gastos com reembolso corporativo são repassados para o preço final do seu serviço?

Não há discussão: uma das principais etapas de uma negociação complexa, é precificar o serviço ou projeto que está sendo negociado. A maioria das empresas trabalham com orçamentos pré estabelecidos, propostas padrão que visam facilitar o processo de suposição dos investimentos que serão apresentados aos possíveis clientes. No entanto, antes de finalizar o orçamento é preciso dar um passo para trás.

É fundamental lembrar que esses serviços e projetos causam movimentação de colaboradores constantemente. Consultores, vendedores, técnicos, pessoas que viajam e fazem trabalhos externos com frequência em prol do negócio. A grande questão é: a empresa está considerando corretamente esta variável ao precificar um serviço?

É bem provável que a sua empresa esteja sim levando em conta os gastos de viagens para definir orçamentos, mas é preciso ir além. A análise desses gastos deve ser feita de forma minuciosa e detalhada para garantir a economia de despesas e o repasse correto dos custos.

Ao analisarmos profundamente as despesas de um processo de reembolso corporativo vemos que elas são cheias de detalhes que fazem a diferença. As viagens são feitas para locais diferentes, o número de colaboradores a serem deslocados variam, os sinistros que cada serviço exige são imprevisíveis e tudo isso contribui para um único cenário indesejável: os lucros do seu projeto estão pagando, mesmo que parcialmente, os gastos de viagens da sua equipe!

Definir, organizar e automatizar é o melhor caminho!

Muitos são os cenários quando falamos de processos de reembolso e cada caso é um caso. Levar em consideração os detalhes de cada tipo de serviço pode ser extremamente desgastante quando não é dada a devida atenção a este tipo de gasto, o reembolsável.

É preciso mais controle a longo prazo, de maneira que, no momento certo, as variáveis possam ser levadas em consideração de forma natural e intuitiva. Provavelmente um controle feito com formulários e papéis de comprovantes fiscais vão te torturar, mas dificilmente ajudarão a cumprir essa missão.

O Espresso é uma solução que automatiza o processo de controle de despesas, garante que o histórico dos gastos de viagens fique acondicionado num ambiente de nuvem e extremamente gerencial. A partir daí, as empresas conseguem estudar os gastos gerados por um determinado serviço ou projeto sempre que necessário, se preparando melhor para novos orçamentos.

Como sabemos, numa empresa onde o controle de despesas é manual, é quase impossível tratar esses dados ao longo do tempo. As informações se perdem, ficam desconexas e nem sempre causam o impacto que deveriam causar, pelo menos não em tempo hábil ou sem excessivo desgaste e perda de tempo. O mesmo acontece quando a empresa precisa buscar os dados de despesas de uma determinada equipe, época ou situação.

ebook melhores praticas de gestão financeira crise

A tecnologia facilita o controle dos gastos

Entender que essas despesas corporativas podem ser controladas a curto e longo prazo com mais cuidado por meio de uma tecnologia já é um diferencial competitivo. Você ganha tempo para cuidar de processos primários com mais rapidez quando abandona os formulários de papel.

Como resultado desse controle, os gestores entenderão que a agilidade na entrega de análises de despesas e orçamentos é extremamente agradável. Os clientes julgarão mais convincente um orçamento baseado em fatos e, de quebra, ainda será possível emitir relatórios gerenciais a estes clientes de tempos em tempos, com informações das despesas geradas por cada serviço ou projeto, incluindo ainda seus comprovantes. Isso sim é controle gerencial!

Deixa a nossa tecnologia aprimorar sua rotina de controle de despesas. Vem com o Espresso!

Evitar o acúmulo de papéis e cupons fiscais, otimizar a produtividade das viagens corporativas, controlar adiantamentos, saídas e fechamentos mensais são algumas das vantagens que podem ser oferecidas por um aplicativo de reembolso. Essa praticidade, porém, é oferecida por muitos aplicativos no mercado e isso levanta a questão: como escolher o sistema de reembolso ideal, que atenda as necessidades da sua empresa?

Toda mudança, por mais prática que venha a ser no futuro, assusta. Quando falamos de automatizar processos e abraçar o avanço que a tecnologia permite às nossas empresas o medo é ainda maior: colocamos em risco nossos processos financeiros, administrativos e produtivos. Por isso, é indispensável conhecer a fundo suas necessidades e avaliar corretamente as opções oferecidas pelo mercado, para que não haja estresse e prejuízos futuros. 

Neste contexto, separamos 5 dicas para te auxiliar no processo de análise e escolha do aplicativo de reembolso certo para você.

planilha de gastos de viagem

1 – CONHEÇA BEM AS DEMANDAS DA SUA EMPRESA

O aplicativo ideal precisa ser adequado às suas necessidades e você só conseguirá avaliar se ele te servirá bem caso haja um profundo conhecimento das despesas corporativas. Esse primeiro ponto, apesar de soar redundante, é imprescindível: de nada adianta um sistema que, mesmo efetuando o controle de reembolsos te force a mudar completamente sua forma de organização ou, ainda pior, te faça continuar armazenando arquivos físicos, emails, planilhas… A ideia é simplificar, tornar mais prático o dia a dia, não apenas inserir mais uma responsabilidade para sua equipe.

Imagine que você, mesmo que eventualmente, faça transações em moeda estrangeira. Nesse caso, é necessário que o sistema te permita alterar a cotação no fechamento do relatório, caso contrário tudo terá de ser feito manualmente. São esses os pequenos detalhes que definem o sistema RDV certo para seu perfil.

2 – O APLICATIVO DE REEMBOLSO TRABALHA PARA VOCÊ?

CUSTO x BENEFÍCIO É IMPORTANTE!

Sabemos que o valor da contratação de um novo serviço é algo decisivo no momento de escolha do produto ideal e, embora o custo do aplicativo seja relevante, é preciso ir além do menor preço. É preciso colocar na balança o preço e as ofertas, e focar naqueles que ofereçam benefícios justos pelos valores cobrados, que permitam que o aplicativo trabalhe por você e realmente facilite sua gestão financeira. 

O aplicativo que você está pesquisando te permite realizar a maioria dos processo sem precisar sair do aplicativo? Torna possível que você elimine papéis e planilhas? Integra aos demais softwares que você utiliza? Permite que você customize sua própria classificação de despesas? Escolha a alternativa que faz com que sua empresa se veja mais livre de burocracias.

3 – SEU TIME INTEIRO CONSEGUE USAR O APLICATIVO DE REEMBOLSO? 

Faça o teste!

Não é a toa que, atualmente, tanto se fala em experiência do usuário. Grande parte do que diferencia um produto idêntico de outro é o valor enxergado nele pelo usuário. Esse valor, muitas vezes, está relacionado diretamente com a experiência que ele tem ao utilizar um deles. Quando falamos do aplicativo de reembolso o mesmo se aplica: ele foi criado para ser intuitivo? É fácil de usar e servirá para todos da sua equipe? 

Se você busca otimizar seus processos tornando a rotina financeira mais segura e menos onerosa, é essencial que a ferramenta escolhida seja facilmente aprendida por todos que a utilizarão. 

4 – BUSQUE EMPRESAS COM REFERÊNCIA DE MERCADO

Outro ponto a se considerar antes de escolher o aplicativo de reembolso é a referência da empresa desenvolvedora. Esse ponto não se relaciona unicamente com a escolha certa para a sua empresa, mas sim com a escolha da empresa certa pra você. Existem vários produtos oferecendo o mesmo serviço, portanto leia bastante sobre o aplicativo que se pretende contratar, descubra outros clientes com quais eles trabalham, solicite demonstrações, tire todas as suas dúvidas junto aos consultores. 

Não dá para arriscar contratar uma empresa que desaparece da noite pro dia ou que não mantenha os certificados de segurança atualizados e sem querer perca todos os seus dados. Ninguém precisa de mais dor de cabeça, não é mesmo? 

5 – A EMPRESA TE VÊ COMO CLIENTE OU COMO BOLETO? ATENÇÃO NO PÓS VENDA 

Para finalizar, a 5ª dica para escolher o aplicativo de reembolso é avaliar o pós-venda praticado pela empresa. Escolha aquela que te fornecer, além dos tópicos anteriores, toda estrutura e auxílio durante o período de implantação e treinamento da nova ferramenta. Muito além de um número, verifique se a empresa valoriza e trata bem o cliente, disponibilizando canais práticos e eficientes de suporte.

Afinal, de nada adianta a compra se a dor de cabeça para fazer funcionar for enorme e não tiver ninguém para ajudar.

Pode parecer difícil encontrar uma empresa que atenda a todos esses requisitos, não é mesmo? Mas agora que você sabe como escolher o aplicativo certo para sua empresa, que tal aproveitar para conhecer o Espresso e ver se ele se encaixa nas especificações?

Solicite agora uma demonstração gratuita e descubra que é possível atender todas as dicas e ainda oferecer muito mais

quer conhecer o espresso? solicite uma demonstração

O QUE É A ELTMAN ENGENHARIA?

Há mais de 30 anos no mercado, a ELTMAN Engenharia atua principalmente no segmento de energia elétrica, desenvolvendo projetos para usinas hidrelétricas e termoelétricas, oferecendo soluções para controle e proteção de usinas e subestações, dentre outros serviços relacionados. Em síntese, o negócio da ELTMAN é fornecer soluções integradas de engenharia.

Dentre os clientes da ELTMAN estão grandes nomes como a GE, Siemens, Toshiba, Eletrobrás e Furnas.

Por sua abrangência e relevância, a ELTMAN Engenharia  tem em seu quadro de funcionários colaboradores que transitam entre obras, nacionais e internacionais. Todos esses, os quais faziam uso de planilhas para controlar as despesas corporativas realizadas nas visitas externas e viagens. Os processos adotados pela empresa, entretanto, não estavam sendo produtivos, então em janeiro de 2018 eles se juntaram ao Espresso para mudar de vez a situação e abandonar os processos de reembolso manual.

Agora, dois anos após a implantação do Espresso, conversamos com Nicolas Capel, auxiliar administrativo da área de gestão de processos da ELTMAN Engenharia, sobre as mudanças que aconteceram desde então e como isso tem impactado o dia a dia na empresa deles.

O PROBLEMA: COMO A ELTMAN FAZIA REEMBOLSO?

Antes do Espresso, os reembolsos da ELTMAN Engenharia eram feitos através de planilhas de excel preenchidas pelos colaboradores. De acordo com Nicolas, no processo antigo a ELTMAN tinha que conferir todos os lançamentos realizados na planilha a fim de garantir que todas as despesas estivessem computadas.

E apesar dos esforços, como ele nos explicou, todos os colaboradores entregavam notas físicas e isso dificultava a organização, especialmente devido ao grande volume de cupons, cuja conferencia era feira manualmente. Era muito difícil manter todas organizadas devido ao grande volume. Despesas distintas muitas vezes acabavam se misturando, o que gerava ainda o desgaste com despesas falsamente geradas.

“(…) além de inserir em planilhas todas as despesas, antes deste procedimento tínhamos de organizar todas por data, separar por obras, (…) e também corríamos o risco de se perderem notas. Perdíamos tempo também, pois ao final de inserir nas planilhas, tínhamos de escanear os lançamentos e todas as notas. após este procedimento, arquivávamos as despesas, o que gerava falta de espeço, desorganização no escritório e perda significativa de tempo caso precisássemos consultar alguma despesa antiga já arquivada”

Nicolas Capel, auxiliar administrativo da ELTMAN Engenharia

A SOLUÇÃO: COMO FOI A ABORDAGEM DO ESPRESSO E O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO E USO NA ELTMAN?

Nicolas nos conta também que em um momento de análise e revisão de processos na ELTMAN, o gerente da área administrativa, Thiago Lopes, partiu para a internet em busca de uma solução que atendesse às necessidades e particularidades da prestação de contas da empresa.

Em suas pesquisas ele entrou encontrou o Espresso e iniciou o processo de negociação com nosso time comercial.

“O atendimento da equipe Espresso nunca nos deixou a desejar, sempre rápido e eficiente.”

Nicolas Capel, auxiliar administrativo da ELTMAN Engenharia

O processo de implantação do Espresso na ELTMAN foi tranquilo, ágil e com poucas dificuldades.

Da parte do Espresso foi oferecida toda mentoria do sistema e materiais explicativos, os quais foram bem repassados pela gestão da Eltman para seus colaboradores, que estiveram prontos para dar suporte aos que não se adaptaram tão rapidamente à nova funcionalidade.

“Sempre estávamos dando suporte aos colaboradores que não conheciam e sempre enviamos vídeos referentes a funcionalidade do aplicativo, o que auxilia até mesmo os colaboradores mais recentes. Certamente temos ocasiões em que surgem dúvidas por parte dos colaboradores, porém são sempre simples de sanar.”

Nicolas Capel, auxiliar administrativo da ELTMAN Engenharia

COMO O ESPRESSO ATENDEU AS PARTICULARIDADES DA ELTMAN ENGENHARIA:

Assim como acontece em muitas consultorias, as empresas de Engenharia costumam prestar contas de despesas e cobrar de seus clientes aquelas faturadas durante os projetos.

Durante a conversa com nossa equipe, Nicolas contou que na ELTMAN esses contratos reembolsáveis travavam o faturamento da empresa, pois eles não tinham opção além de aguardar os colaboradores voltarem de suas obras para entregarem as despesas.

Felizmente esse procedimento foi simplificado com o Espresso desde o início:

“Hoje, nossos funcionários mesmo em obra, conseguem mandar as despesas diariamente, semanalmente, de acordo com a necessidade da empresa, e ao final das obras, não é mais necessário guardar as notas físicas durante as viagens para nos entregar.

Nicolas Capel, auxiliar administrativo da ELTMAN Engenharia

COMO ESTÁ A EXPERIÊNCIA DA ELTMAN COM O ESPRESSO AGORA?

“(…) com o Espresso, minhas funções se tornaram ainda mais agradáveis de ser realizada, a implantação do aplicativo contribuiu significativamente para minha motivação no trabalho. Além deste fato, posso realizar meu trabalho com perfeição devido os relatórios serem revisáveis, desta forma, posso garantir que nenhuma despesa seja enviada a nossos clientes de forma incorreta.”

Nicolas Capel, auxiliar administrativo da ELTMAN Engenharia

Após a implantação do Espresso a equipe da ELTMAN notou uma redução significativa de tempo na jornada de trabalho, permitindo que o reembolso seja prático, simples e executado sem dificuldades. Isso impactou diretamente na credibilidade da empresa frente aos clientes e na própria motivação da equipe.

A ELTMAN Engenharia é cliente do Espresso desde fevereiro de 2018.

calculo km rodado baixar planilha gratis

O QUE É A HEARTMAN HOUSE?

A Heartman House é uma consultoria de gestão que nasceu em 2001 com intenção de se dedicar à reestruturação de companhias de médio porte e à sucessão de empresas familiares. Desde então, ela avançou rapidamente e se tornou referência em Planejamento Estratégico, Reestruturação de Empresas e Integração pós-fusão. Hoje a consultoria tem como clientes empresas que são referências em seu setor de atuação, como Lojas Renner, Magazine Luiza, Localiza, entre outros.

Por esse motivo, conversamos com a Daniela Canton, da área financeira da Heartman House e ela nos contou um pouco sobre a experiência dela com o Espresso e sobre as mudanças que aconteceram no processo dela de reembolso e cobrança de nota de débito de clientes.

COMO ERA O PROCESSO ANTES DO ESPRESSO?

Antes do Espresso, os reembolsos da Heartman House eram feitos através de planilhas de excel preenchidas pelos consultores. Eles tinham até dois meses para pedir reembolso de uma despesa e, caso entregassem nas datas corretas, recebiam semanalmente.

A conferência das despesas era feita completamente manual e isso tomava bastante tempo da Daniela, responsável pelas aprovações. Todas as semanas em que recebia relatórios, ela ficava cerca de meio período só conferindo despesas. Além disso, muitas das despesas são reembolsáveis por clientes e o financeiro tinha que agrupar despesas e juntar os comprovantes originais que os consultores enviavam para repassar aos clientes.

“Quando eu ia cobrar dos clientes, tinha que agrupar e escanear todos esses comprovantes, processo que tomava muito tempo também. Sem contar que muitas vezes a nota perdia a cor, impossibilitando a recuperação do valor.”

Daniela, responsável pelas aprovações da Heartman House
baixa ebook 9 habitos de vendedores de alto desempenho

COMO FOI O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO E INÍCIO DE USO PELOS CONSULTORES?

Daniela encontrou o Espresso em uma busca na internet e, após comparar algumas ferramentas, escolheu a plataforma como forma de automatizar os processos de reembolso. Segundo Daniela, o processo de implantação foi bem prático e ágil. Tanto no que diz respeito ao Espresso e as sugestões de melhoria que foram aplicadas na plataforma, quanto na fácil adaptação dos consultores à nova ferramenta.

COMO ESTÁ O PROCESSO HOJE COM O ESPRESSO?

Consultorias via de regra prestam contas e cobram de seus clientes as despesas referentes a projetos. Na Heartman House não é diferente e esse processo é feito pelo Espresso desde o início.

Todos os consultores registram suas despesas, geralmente de alimentação e transporte, e submetem seus relatórios semanais de despesas através do app. Na hora de lançar seus relatórios, consultores já sinalizam quais projetos estão participando e as despesas já ficam alocadas corretamente. Após lançar as despesas, consultores podem jogar comprovantes fora, pois seguindo orientação do Espresso e Legal opinion fornecido aos clientes, Heartman House não guarda mais os comprovantes originais

“Hoje o processo é bem mais rápido e automatizado! Ganho de tempo e organização são sem dúvidas os principais pontos de melhorias internas!”

Daniela, Heartman House

Os relatórios já chegam automaticamente para o financeiro que faz as aprovações e, através de um arquivo de integração customizado pelo Espresso, informações já são inseridas no ERP utilizado pela empresa, o Omie.

COMO SÃO FEITAS AS COBRANÇAS DOS CLIENTES?

No Espresso, a Daniela utiliza a funcionalidade “exportar despesas” que gera um arquivo pdf ou planilha com as informações das despesas e fotos dos comprovantes através da aplicação de filtros.

Ex: Exportar despesas do projeto X no mês de novembro.

Esse arquivo já serve como base para, junto de outras despesas não-reembolsáveis, gerar a nota de débito para o cliente.

COMO ESTÁ A EXPERIÊNCIA COM O ESPRESSO?

100% das prestações de contas são feitas através da plataforma. Além disso, Heartman House já foi usuária beta de algumas funcionalidades e auxiliou com sugestões de melhoria da plataforma.

“Por enquanto temos as melhorias que eram esperadas ao buscar tal ferramenta. Sempre que precisei de algum ajuste/melhoria, vocês foram atenciosos em entender a necessidade da demanda, e isso faz muita diferença. (…). O processo de implantação foi super prático, tanto por parte do Espresso que customizou e atendeu os relatórios que precisamos, quanto o uso do app por nosso pessoal.”

Daniela, Heartman House

Heartman House é cliente do Espresso desde abril de 2018.

calculo km rodado baixar planilha gratis

Muito comum no dia a dia de consultorias e empresas que trabalham no formato de projetos para clientes, o reembolso de despesas pelo cliente final é um assunto ainda polêmico e que divide opiniões: “Devo emitir nota fiscal e pagar os tributos em cima desses valores?”,  “Eles são despesas administrativas que viabilizam o serviço ou são custos do serviço?”, “As famosas Notas de débito são suficientes para conseguir receber do meu cliente?”.

Vamos tratar nesse post essas e outras perguntas.

Para ficar mais fácil o entendimento, usaremos como exemplo casos de consultorias.

Conceitos básicos

Antes de começarmos vale a pena dar uma repassada no conceitos básico do que efetivamente é ou define Receitas, Despesas e Custos. Eu sei, você vai dizer “Ah, isso foi a primeira coisa que eu aprendi sobre administração, não preciso rever isso”. Eu entendo, o conceito é simples, mas quando entramos na prática do dia a dia eles podem acabar se misturando. Se mesmo assim você não quiser passar por essa revisão, pode pular para o próximo tópico: Reembolso de despesas.

Receitas

De uma maneira bem formal, podemos definir receita da seguinte forma:

“O conceito de receita acha-se relacionado ao patrimônio da pessoa. Quem aufere receita, recebe um valor que vem alterar o seu patrimônio a sua riqueza.

Receita, do latim “recepta” é o vocábulo que designa recebimento, valores recebidos. Receita é o vocábulo que designa o conjunto ou a soma de valores que ingressam no patrimônio de determinada pessoa.

Podemos definir receita como toda entrada de valores que, integrando-se ao patrimônio da pessoa (física ou jurídica, pública ou privada), sem quaisquer reservas ou condições, venha acrescer o seu vulto como elemento novo e positivo.”

Prestem atenção na parte que se refere ao patrimônio, vai ser bem importante para o nosso tema. Receita é o ingresso de valores para a empresa pela venda de produtos ou prestação de serviços, por exemplo, e que constituem um incremento no patrimônio da empresa.

Despesas

São consideradas despesas os gastos que não estão relacionados com a atividade primária da empresa. Gastos administrativos, folha de pagamento, despesas fixas como aluguel, água, energia, gastos com vendas e marketing, são alguns exemplos de despesas que geralmente não estão vinculadas à atividade fim do negócio.

ebook melhores praticas de gestao

Custos

Estes sim são os gastos ligados diretamente à atividade principal da empresa. No caso de produto, a matéria-prima para a produção de um determinado item é um custo, e não uma despesa, por exemplo.

Já no caso de prestação de serviços, como nas consultorias, essa definição já não é tão simples assim e essa incerteza é o fator que nos motivou a escrever esse artigo sobre notas de débito. Um exemplo de custo de uma consultoria seria a hora do consultor, que essa sim deve ser contabilizada em uma Nota Fiscal e serem pagos todos os tributos.

E os gastos que o consultor teve para prestar o serviço? São custos ou despesas? Vamos detalhar melhor essa questão no próximo tópico.

Reembolso de despesas

Quando tratamos do reembolso entre empresa e funcionário – no nosso exemplo da consultoria com os consultores – o processo já é mais claro. O consultor precisa acumular os comprovantes e prestar conta para a empresa, que por outro lado precisa reembolsar o seu consultor, pois esse são gastos feitos em nome da pessoa jurídica. Inclusive se esse processo te incomoda pela burocracia que gerar essas notinhas de papel e relatórios de excel, já ouviu falar do Espresso?

Do outro lado, surge a dúvida se quando a empresa cobra o seu clientes por esses gastos que seu colaborador executou, configura-se um custo inerente ao serviço ou apenas um reembolso de despesas. Você sabe a resposta?

A resposta é: Depende (achou que ia ser fácil né? rs)

No nosso entendimento, reembolsos de despesas caracterizam-se por valores que efetivamente foram pagos pela contratada/empregado, no caso, consultoria e consultor, mas que correspondem à despesas ou custos da contratante/empregadora (cliente final), não constituindo acréscimo patrimonial (lembra do acréscimo patrimonial??). Por esse motivo, a empresa não precisa contabilizar pelo seu seu serviço. Nesse caso, é necessário apenas ressarcir o colaborador daquele gasto, pois esses gastos específicos não constituem parte do serviço e, por esse motivo, não precisam ser tributados. Aqui temos um caso onde é possível cobrar o seu cliente através de nota de débito.

Vale ressaltar que os valores decorrentes do preço do serviço devem ser justificados por meio de Nota Fiscal e recolher toda a tributação decorrente corretamente. Em alguns casos, empresas buscam desqualificar os recebimentos de receita tributável para reembolso de despesas na tentativa de diminuir a base de cálculo dos tributos, o que não constitui prática correta. Nesse tipo de fraude ou erro, este procedimento pode acarretar penalidades em uma eventual fiscalização.

Logo, despesas de viagem, alimentação, descolamento que viabilizam a execução de um projeto fora do local que fisicamente está a empresa ou consultoria são consideradas reembolso por não realizar acréscimo ao patrimônio da empresa, e assim, poderão ser cobrados através de uma nota de débito e não deve gerar tributos. E não sou eu que estou falando. É o próprio E. STJ:

“TRIBUTÁRIO. IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA. BASE DE CÁLCULO. REEMBOLSO DE DESPESAS DE VIAGEM, ALIMENTAÇÃO E ESTADA DE EMPREGADOS QUANDO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM OUTRA LOCALIDADE. NÃO INCIDÊNCIA DO ISSQN.

  1. A base de cálculo do ISS é o preço do serviço, consoante disposto no art. 9º, caput, do Decreto-Lei no 406/68.
  2. Destarte, o preços do serviço é a contraprestação que o tomador ou usuário do serviço deve pagar diretamente ao prestador, vale dizer, o valor a que o prestador faz jus, pelos serviços que presta.
  3. Consectariamente, as despesas realizadas com viagens, alimentação e estada de funcionários, para prestação do serviço em localidade diversa do estabelecimento do prestador, ostentam natureza indenizatória em virtude do repasse ao contratante para posterior reembolso, não integrando a remuneração pelo serviço prestado, porquanto não realizadas em favor de quem as efetuou. (…)”

Como se prevenir de (muita) dor de cabeça?

Algumas empresas, para garantir que não serão autuadas em um evento de fiscalização, acabam por colocar esses valores dentro da Nota Fiscal mesmo. Simples né? Nem tanto.

Alguém tem que pagar a conta, e geralmente é o cliente final. Quando uma empresa paga tributos por esse tipo de despesa, ela acaba repassando esse valor para o cliente, aumentando o valor do preço do seu serviço. Para o cliente isso é ruim (óbvio), pois vai pagar mais pelo mesmo e para a consultoria isso também não vem sem consequências, dado que com um preço mais alto você pode perder competitividade e eventualmente, o próprio cliente.

Mas então como se prevenir e permitir que eu possa usar notas de débito e não ser tributado por essas despesas? Temos algumas dicas práticas para você:

  1. O reembolso das despesas deve estar expressamente previsto nos contratos assinados entre o contratante/empregadora e contratado/empregado;
  2. As despesas devem referir-se a gastos necessários, usuais e devidamente comprovados por meio de recebidos e/ou notas fiscais;
  3. As despesas não devem tentar disfarçar efetivos custos da prestação de serviços do contratante/empregador, mas sim se limitarem a valores necessários à conclusão dos serviços e que carecem de reembolso;
  4. O valor reembolsado para os colaboradores deve ser idêntico ao cobrado dos clientes. Não ganhe dinheiro com isso! Essa prática constitui acréscimo de patrimônio e pode te colocar em maus lençóis com a receita;
  5. E por último, mas não menos importante, controle suas despesas com uma ferramenta que facilite a prestação de contas e o reembolso.

Não podemos deixar de ressaltar o último ponto. Para que haja legalidade na realização de reembolsos, é imprescindível que se comprove a origem das despesas, assim como realize a guarda dos recibos, notas ficais e outros documentos demonstrativos dos gastos despendidos.

Usar uma ferramenta idônea que facilita não só a prestação de contas como a criação de notas de débitos vai te ajudar a prevenir situações indesejadas com seus colaboradores, clientes e com o fisco. O Espresso hoje resolve esse problema para dezenas de consultorias e empresas de projeto e também pode te ajudar! Quer um parecer jurídico (grátis!) sobre esse assunto, com jurisprudência, e conhecer melhor nossa ferramenta? Basta acessar www.espressoapp.com.br e solicitar uma demonstração!

quer conhecer o espresso? solicite uma demonstração