O orçamento empresarial é muito importante para manter a saúde financeira das empresas. Não à toa, ele está presente no dia a dia de empresas de todos os portes, sejam elas grandes, médias ou pequenas. 

Mas por que uma empresa deve se atentar tanto ao orçamento empresarial? Porque somente através dele é possível definir como está e como ficarão as metas financeiras da empresa, permitindo que decisões mais acertadas sejam tomadas com base no status atual do orçamento.

Ou seja, se a sua empresa não tem dinheiro em caixa ou previsão de entrada, como ela pode ter um planejamento que prevê o investimento em maquinário novo?

Pense assim: o orçamento empresarial é usado para ver se as “contas estão batendo”. É ele quem vai dizer como andam as receitas e contas fixas, salários e consumo; ou variáveis, manutenções e emergências.

Se a sua empresa ainda não faz ou se você não sabe se está fazendo certo, então continue lendo nosso artigo para ver as dicas de como fazer um orçamento empresarial eficiente e certeiro!

Dicas para seu orçamento empresarial

Antes de mais nada, vamos definir no que você precisa ficar de olho para começar a elaborar o seu orçamento financeiro empresarial. A receita é simples, que nem daquele cafezinho passado na hora, olha só:

  • Gastos: anote todas as despesas que a sua empresa tiver, não importando o valor, ou seja, registre a compra de um maquinário novo até o cafezinho na padaria da esquina;
  • Receitas: marque ainda todos os valores que entraram e que também vão entrar;
  • Investimentos: é importante prestar atenção aos valores que serão investidos e em seus rendimentos;
  • Fluxo de caixa: todas as saídas e entradas financeiras constam no fluxo de caixa, que demonstra se sua empresa está operando no verde ou vermelho;
  • Período: defina qual o período o seu orçamento empresarial irá avaliar: um mês, um semestre ou um ano? Escolha o que melhor facilitar a gestão e organização das suas finanças.

Com essas informações em mãos será possível começar a fazer o seu orçamento empresarial para poder fazer previsões e também calcular possibilidades sobre o futuro financeiro da sua empresa.   

Agora que você já tem tudo isso, chegou a hora das dicas. Vamos lá?

#01. Defina suas metas

Para começar, você deve definir o que sua empresa quer atingir, mas é importante ficar atento ao plano de negócios da sua empresa. Afinal, você pode cortar alguma coisa para economizar que é importante para o planejamento estratégico da sua empresa.

As metas também servem como indicativo e para analisar como anda o atual estado financeiro da sua empresa. Porém a função mais comum de uma meta é nortear suas ações, assim é possível determinar quais ações serão precisas para se chegar a um determinado objetivo.

#02. Anote todos os seus gastos

Já dissemos ali em cima, mas a dica para melhorar o seu orçamento empresarial é tão importante que vamos reforçar. Anote TUDO, seja a compra de um notebook ou de uma borracha.

Você já deve ter percebido que, muitas vezes, vários gastos pequenos quando somados se tornam grandes o bastante que podem desequilibrar um orçamento.

Aliás, esta dica não é só para empresas, mas serve também para finanças pessoais.

#03. Determine seu ponto de equilíbrio

Ponto de equilíbrio? Isso mesmo, ponto de equilíbrio é uma expressão para determinar o valor que uma empresa deve arrecadar para conseguir quitar suas dívidas em um determinado período sem ficar devendo.

No Brasil, geralmente, o período de renovação das contas é o mês. Então, calcule todas as despesas que deverão ser pagas no mês e também as entradas.

O ponto de equilíbrio é uma boa forma de determinar o valor mínimo de entrada da sua empresa para garantir a sua saúde financeira.

#04. Cuidado com os investimentos

Aqui nós nem estamos falando da bolsa de valores – mas a dica funciona para isso também! -, mas sim de investimentos que sua empresa precise fazer para crescer ou expandir um departamento.

Para um orçamento empresarial bem-sucedido é preciso analisar os riscos e benefícios que o investimento irá trazer. Além disso, é importante também prestar atenção se ele cabe dentro do orçamento da empresa ou se está de acordo com seu planejamento estratégico.

#05. Automatize o que puder

Esta dica serve para duas coisas: economizar tempo com processos que não precisam de uma atenção humana, como soma de despesas e entradas; também para evitar algo que parece bobo, mas que pode gerar uma grande dor de cabeça e mudar os resultados do seu orçamento empresarial: erro humano.

Por isso, vale a pena investir em softwares ou soluções de gestão que possam ajudar a minimizar esses tipos de erros e também para facilitar o dia a dia de quem for responsável pelo orçamento empresarial.

#06. Acompanhe os números

Para garantir a eficácia do seu orçamento empresarial é importante ficar sempre de olho nos números. Ou seja, mesmo que você emita ou receba os relatórios, não adianta nada se eles forem analisados.

Com esses dados é bem mais fácil saber onde estão os erros e o que pode ser feito para corrigir isso para garantir a saúde financeira e o cumprimento do planejamento estratégico.

Viu como um orçamento empresarial nem é essa coisa tão complicada quanto você imaginava? No começo pode ser um pouco mais difícil de implementar, mas para ajudar com isso nós temos um conteúdo com mais dicas sobre como Como implantar uma melhoria de processo sem colocar em risco o seu cargo.

Aliás, as despesas corporativas feitas pelos colaboradores em viagens ou a negócios, assim como os reembolsos, também devem contar no seu orçamento empresarial. E se precisar de ajuda com isso, chame a gente do Espresso para tomar um cafezinho e saber mais sobre a otimização desses processos.